19 de set de 2011

Cap 31: O mundo precisa ser injusto só pra alguns? (Aurora)

Trilha do capítulo clique aqui


Quando desci do carro e Gisele deu partida, eu senti-me um trapo devolvido. Era o custo da verdade. Eu não queria viver algo real, sincero e transparente? Eu não conseguiria a felicidade, se não fosse ela uma mentira bondosa.

Sem voz, meu estado de choque me conduziu até o interior de casa. Meu pai que lia o jornal disse algo que não ouvi, era só um ruído que zumbia na minha cabeça dolorida. Caminhei como zumbi até o quarto e deitei na cama, acho que aquilo era bem perto de morrer.

Ele entrou preocupado, examinou-me com suas mãos de médio que procuram o ponto certo. Mas, nem conseguia perceber sua expressão, pois ele mais parecia um borrão.

_Pai... _consegui dizer. _Por favor, me dê algo pra dormir, algo bem forte.

_Aurora, me diz o que sente?

_Eu acho que meu coração vai parar..._apertei o peito._Pai, me faz dormir.

_Aurora! O que está sentindo exatamente?

Exatamente? Mas, não era reproduzível em palavras. Era bem perto do fim. Como descrever isso?

_Eu vou matar aquele super humanozinho idiota.

_Por favor...faz doer menos, você é um gênio, deve saber como me ajudar.

Ele balançou a cabeça para os lados e saiu por alguns instantes. A tempestade que pesava sobre a minha cabeça caiu e eu solucei, curvada.

_Aurora... _ele afastou meus cabelos vermelhos do rosto. _Ele sabe que você é humana?

_Acha melhor que a gente não fique junto pra não nos prejudicar... _dizendo isso, parecia uma conclusão idiota a algo que já havia me alertado, anteriormente. _Eu me sinto tão mal..._perdi a voz. _Isso dói.

_Me dê seu braço. _ele pediu e o puxou para si._Não vai mudar nada, querida. Mas, vai adiar. Enquanto sua cabeça começa a lidar com isso, você dorme..._enfiou a agulha na minha pele. _Durma bem...

Eu senti todo o corpo anestesiar. A sensação era tão boa, nenhum nervo recebia meu comando, apenas minha mente ainda flutuava no espaço oco dentro do meu ser, até que essa fumaça interior se esvaiu e eu dormi profundamente.

Doze horas depois, abri os olhos pesados, sentindo a cabeça dolorida, um peso no corpo. A noite já havia caído e a luz da varanda iluminava parcialmente a parede do quarto. Os grandes olhos azuis vieram para dentro da minha mente, me pertencendo com tanta força, como se seus músculos ganhassem força dentro de mim, se apropriando da memória com uma realidade incontrolável. Como seria amanhã? Como era o depois, sem Doug?

Ele sabia de tudo... e mesmo assim me quis. Eu só precisava continuar sem dizer nada.

Chegar na escola na segunda-feira foi como todas as manhãs chatas antes de sua vinda para a cidade. Encontrei-o inevitavelmente, escorado em seu carro, rodeado de amigos. Passei com os polegares presos na alça da mochila, fones no ouvido e cabeça erguida.

Gisele estava sentada na escadaria, junto com sua turba de súditas. Seus olhos se cruzaram com os meus, mas ela os abaixou, engolindo em seco.

Segurei-me pra não chorar, não ia desmoronar, não podia. Eu iria me formar daqui alguns meses e só precisava seguir em frente, como a humana forte que eu era!

_Oi, Aurora._Bili passou por mim e fez um sinal de cabeça.

Dei dois passos adiante, mas parei e me virei:

_Bili?

_Me chamou?_ virou-se também.

A vida devia ser injusta só para alguns?, perguntou meu lado menos honroso.

_Posso falar com você?

_Claro. _deu de ombros.

_Ótimo... _indiquei um banco.

3 comentários:

Li Mendi disse...

It's feelin' like the time's run out
But the hour glass just flipped itself over again
The sun is slowly sinking down
But on the other side a new day awaits to begin

If you dare to believe in life
You might realise that there's no time for talkin'
Or just wait around while the innocent die


No more, we're gonna lose everything
If we believe all the lies
I may fall but I swear that I'll help you believe


No more, this one's runnin' on empty
And there's no reason why
You may fall but I know that you'll help me believe

We been in the dark for way too long
But when we turn around we see light shine through the haze
So forget about who was wrong
‘Cause I've never been more ready to turn this page

If you swear you believe in life
Embrace forgiveness ‘cause it's all that I'm askin'
Or keep holdin' out while the innocent die


No more, we're gonna lose everything
If we believe all the lies
I may fall but I swear that I'll help you believe

No more, this one's runnin' on empty
And there's no reason why
You may fall but I know that you'll help me believe


No more, we're gonna lose everything
If we believe all the lies
You may fall but I swear that I'll help you believe
You may fall but I swear that I'll help you believe
I may fall but I swear that I'll help you believe

http://www.vagalume.com.br/boyce-avenue/dare-to-believe.html#ixzz1YS3rPjXJ

Brina disse...

D+ Li....só me deixou Curiosa....sobre o q o Bili quer com a Aurora??????

Gabi disse...

demais!!!

Ocorreu um erro neste gadget