23 de set de 2011

Cap 32: Quer ser uma de nós? (Aurora)

Trilha do capítulo clique aqui


Só faltava alguns meses certo? Eu já havia perdido o cara que eu amava. Então, meu lado responsável parecia menos preocupado. Olhei pra Bili, procurei as palavras, não achei nenhuma especial, então, falei como veio a cabeça:

_Somos iguais sabia? _ falei baixo, aspirando o ar junto com a voz, como um som rouco e sussurrante.

Ele engoliu em seco, ainda fez uma careta de interrogação, mas sustentei os olhos e alguns segundos depois, abaixou a cabeça e soltou o ar com força, coçando a nuca.

_Eu sei, nós somos perceptíveis entre nós, por mais que sejamos muito bons atores para eles.

_Como Doug está encarando isso? _quis saber.

_Espero que não da mesma maneira que a sua namorada.

_Gisele e eu ainda não...

_Ok, sua namorada, ou seja lá como a está designando..._ consertei.

_Você contou tudo?

_Contei pra Gisele, que contou pra ele, que surtou.

_Que droga.

_Na verdade, ele agüentou bem a verdade, tudo ia muito bem, mas... Eu resolvi ser honesta e estraguei tudo. Quero dizer, eu tentei fazer da forma correta, mas ele me enxotou da sua vida como qualquer um faria com um humano...

_Como Gisele reagiu?

_Disse que o entendia, que não podia ficar com um super humano...

Ele encostou a nuca na parede atrás de si, refletindo sobre suas palavras.

_Eu penso nisso todos os dias...

_Eu também pensava, mas ele já sabia. E, foi por isso que te chamei.

Ele virou o rosto pra mim.

_Precisa de ajuda?

_Não, você vai precisar. Gisele também sabe sobre você.

Franziu a testa.

_Ela sabe que eu sou hum...

_Hum-hum._ mordi o lábio.

_Mas... não comentou nada!

_Ah, o Doug também não. Só que depois de ter me chutado de sua casa, eu não duvido que ela faça o mesmo com você. Tome cuidado...

_Obrigado. _agradeceu, mesmo não ficando feliz com o que eu acabara de revelar.

Levantei-me e parti para o primeiro tempo de aula. No caminho, cruzei com Felícia. O que ela fazia no colégio? Viera encontrar a mão de Doug? Seus olhos, porém, me procuravam e sorriu quando me encontrou. Será que soubera sobre a minha humanidade. Disfarcei e dei meia volta, tentando fingir que não a vira, rumo a outra direção.

_Aurora!_chamou.

_Droga._gemi baixinho e estanquei no lugar.

_Lembra-se de mim?

Oh, sim, claro. Se você não gerenciasse a vida Alfa do meu ex-namorado- super-humano talvez eu estivesse com ele agora. Pensei.

_Felícia, não?

_Exatamente. _sorriu mais. _Podemos conversar?

Eu aceitei, afinal, ir para a minha aula agora era total perda de tempo, não conseguiria prestar atenção em nada. Depois, faria download da exposição em casa.

_Ok. A cantina já está aberta. _indiquei mais a frente e sentamos em um dos bancos e ela pediu um café.

_Deve estar curiosa sobre por que estou aqui.

Na verdade, eu estava com mais medo do que curiosa. Mas, se a curiosidade fosse bom, ok, preferia ficar com ela. Doug a pedira pra vir até mim?

_Devo confessar que sim. _respondi._Aliás, estou assim desde a primeira vez que nos vimos.

_Eu observei seu trabalho de fotografia. Você é muito bonita. E também estive lendo os relatórios que me enviaram. Você fez um papel estupendo ao lado de Doug.

Papel? Hei, aquela era minha vida, não, uma peça de teatro!

_Eu tenho certeza que faria um excelente trabalho se juntando a nós. _continuou.

Fato, ela não sabia, então, sobre a minha humanidade.

_Felícia, Doug e eu terminamos ontem.

_Ele me falou que sim. Mas, eu vim tratar de negócios com você.

Eu também não poderia exigir que ela se compadecesse comigo...

_Em que consistem os negócios?_questionei, intrigada.

_Aurora, quer ser nossa Alfa?

2 comentários:

Brina disse...

Como assim???Aurora sendo Alfa??? Mesmo sem ser super humana????Li não me mate de curiosidade....rsrsrs
Bjs

Li Mendi disse...

ela tá recebendo a proposta,mas não pode aceitar, afinal, como disse não é uma humana. como sabe que eu sempre guardo novidades e segredinhos... não perca os próximos capítulos.

Ocorreu um erro neste gadget